quarta-feira, 20 de junho de 2018

Aconteceu na Liga Arena - 11/06/2018 à 17/06/2018

Resumo da semana! Aqui neste periódico semanal você conhecerá os campeões da semana na loja mais animada do Vale do Paraíba, sempre com muita diversão e baboseira que só esse jogo que tanto amamos pode proporcionar.








CAMPEÕES DA SEMANA




YU GI OH (13/06/2018)
Campeão: Alexandre





MAGIC: LIGA BRAWL (14/06/2018)
Campeão: André Laraia





MAGIC: CUBO DRAFT PAUPER (15/06/2018)
Campeão: Ruan Sampaio





MAGIC: CLM STANDARD (16/06/2018)
Campeão: Aloyr

Deck: Sultai

Deck List:

Main Deck:


Sideboard:





Garantindo vaga na grande final do CLM STANDARD

- Aloyr
- Ricardo Naldi





MAGIC: TORNEIO DE PAUPER (17/06/2018)
Campeão: Vitor Ávila


RANKING ATÉ O MOMENTO





FOTOS QUE NÃO MUDAM NADA NA NOSSAS VIDAS


















A Liga Arena também está em clima de copa do mundo. 
Com aquela combinação que todos amam!




3 BRAHMAS + PORÇÃO DE FRITAS = 18,00 REAIS
*Promoção válida apenas nos jogos do Brasil.


Galera na torcida!!










DO FUNDO DO BAÚ




FIM!!



quinta-feira, 14 de junho de 2018

Posicionamento e plano de jogo

Por Aloyr
Equipe Liga Arena

Olá pessoal, aqui é o Aloyr e voltando a escrever depois de uma longa pausa nos artigos. E para iniciar de maneira quente, gostaria de abordar um assunto que com certeza fica na mente de muitas pessoas por aí.

É comum, quando jogamos competitivo, ver alguns jogadores específicos, principalmente os prós, fazendo resultados repetidamente. Muitas vezes os vemos usando decks “normais”, dentro do metagame, tier 1 e as vezes usando decks que era considerados até fracos e atropelando os outros jogadores.

Créditos: Wizards of the Coast.


Alguns de vocês com certeza devem ter montado o baralho de vários desses jogadores, adentrado em um torneio e tido um resultado frustrante. Imagino que passou pela mente de vocês: “caralho, como esse cara conseguiu jogando com esse deck?!?!?!” E é esta resposta que pretendo dar para vocês nesse artigo. Tudo se baseia em posicionamento e plano de jogo.


Estudo


Antes de tudo, temos que magic é um jogo de estratégia. Então para vocês que nunca entenderam exatamente o que isso significa, está aí o motivo dos resultados nem tão satisfatórios. Um bom jogador tende a estudar o ambiente em que está inserido. Isso significa que ele tem que saber quais decks estão jogando, qual a porcentagem de incidência do mesmo e até mesmo quais as principais cartas e as mais usadas.

Não sabe para que saber isso tudo? Então temos o segundo problema já.

Digamos que você, caro jogador, tenha decidido escolher um deck de controle nas cores Esper, usando como base o standard atual. Você começa com uma mão com 3 terrenos, 1 disallow, 1 the scarab god, 1 glimmer of genius e 1 vraska’s contempt.

O que acha dessa mão?! Ela é boa?! Você começando manteria essa mão ou muligaria?

No vazio, é uma mão com certeza jogável. Um jogador casual abriria essa mão e pensaria “bem, se o meu oponente não estiver com um red deck acho que consigo chegar tranquilo ao turno do vraska’s contempt” e manteria a mão.

Agora, conhecendo o metagame atual, que temos a incidência de aproximadamente 70% de decks agro/midaggro, esta mão já deveria ser pensada melhor.

Saber essa informação significa que 70% dos jogos que você manter essa mão, sem fatal push, sem cast down, sem nenhuma remoção nas curvas baixas, você vai provavelmente perder, ou se jogar a sorte. Aliás, sorte não é de maneira nenhuma um fator decisivo no magic.

Créditos: Wizards of the Coast.


Muitos jogadores perdem e depois reclamam que “não veio a remoção que tinha 4 deck” que precisava. Eles deveriam lembrar que escolheram iniciar com uma mão que contaria com a sorte da compra da carta e que essa sim foi uma decisão errada desde o início e influenciou o resultado do jogo.

Um bom jogador tem que considerar o ambiente sempre que olhar sua mão inicial. Isso só é possível com estudo, com acompanhamento do formato. Esse estudo influencia inclusive na hora de decidir sobre uma carta específica no deck ou mesmo um baralho inteiro.

Hoje temos que goblin chainwhiller está presente em grande parte desses 70% agro/midaggro do formato. Logo, se estiver em dúvida entre por uma criatura x/1 no deck ou uma x/2, sabendo essa informação você não terá dúvidas sobre qual escolher.

Mantendo o estudo, o jogador sempre terá em mente qual o posicionamento correto deve ter numa partida e qual o plano de jogo deve adotar.


Se posicionando e criando um plano


Posicionamento tem relação com a eficácia de suas cartas ao combater o metagame. Plano de jogo diz respeito a como está planejando e executando suas jogadas e sobre qual objetivo pretende chegar. Na prática, um bom plano de jogo pode até mesmo suprimir um posicionamento nem tão efetivo. Para explicar melhor, vamos pegar a ideia do goblin que está dominando o formato.

Você está com um deck que precisa de alguma criaturas que possuam resistência 1, como BG constrictor. Você sabe começa a partida, faz o tipico “mana elfo”, passa e logo vê o jogador fazendo “montanha, soul-scar mage”.

Créditos: Wizards of the Coast.


A partir daí, você tem que saber que muito provavelmente o jogador vai fazer o goblin no terceiro turno e levar todas as criaturas do seu campo, dando uma vantagem tão grande que simplesmente você perderá na progressão.

Você olha sua mão, vê glint-sleeve siphoner e rishkar. Você pode imaginar que a glint-sleeve te dará os adv necessários para ganhar este match, então necessariamente traça o plano de descer a mesma e depois proteger ela e o elfo com os marcadores do Rishkar. De outra maneira, você não poderia fazer a glint-sleeve siphoner antes do jogador executar o primeiro goblin. Isso seria perder uma criatura à toa.

Percebe que as duas criaturas, llanowar elves e glint-sleeve siphoner são cartas mal posicionadas, mas que o plano suprimiu esse problema?

O plano de jogo não se resume só a isto. Um jogador que use The Scarab God em seu deck pode planejar suas jogadas de uma maneira defensiva até o momento que faça a criatura e coloque a pressão no jogo e finalize.

Créditos: Wizards of the Coast.


Um jogador pode jogar de maneira que o oponente baixe suas criaturas e ele, por sua vez, use um fumigate.

Enfim, vários são os planejamentos dos jogos, e esses planos só são possíveis quando você conhece o baralho do adversário, ou mesmo a lógica do baralho do mesmo.

O jogador do deck BG constrictor contra um control pode jogar economizando recursos, não baixando todas as criaturas, esperando a remoção global, e mantendo uma pressão constante na mesa, e também pode, num match contra outro deck mid, ele pode simplesmente se comportar da maneira mais agressiva o possível, visando manter o controle do jogo pela agressividade.

Cada arquétipo de deck que você enfrentar exige uma postura de jogo diferente, um plano diferente. Quanto mais aprimorados forem esses planos e quanto mais planos existirem para diferentes decks, melhor será o jogador e muito provavelmente, melhores resultados ele terá.

Tenho algumas dicas são interessantes para quem não tem preguiça do jogo:

  • 0 - Compre um caderno de anotações e uma caneta/lápis (imprescindível)
  • 1 - Anote os seu plano de jogo contra cada deck. Anote as peculiaridades, as jogadas que destroem seu jogo. Claro que você pode ter tudo isso na cabeça, mas anotar é a melhor maneira de sempre se lembrar de algo.
  • 2 - Anote seu plano de side. Quando você estiver fazendo seu plano, é comum perceber que colocou cartas demais contra determinado deck e de menos contra outro. Interessante que isso fará você rever seu side e afinar o mesmo.
  • 3 - Saiba quais são os decks que tem vantagem contra o seu e quais o seu tem vantagem. Isso ajudará muito na dica 2, sobre quantas cartas precisa colocar em cada match.
  • 4 - Anote seus erros. Discuta com outros jogadores depois
  • 5 - Anote seus pontos de vida e suas energias (hehe)

Concorda com algo, discorda? Deixe sua opinião e vamos crescer juntos nesse jogo.


Muito obrigado pela atenção e até a próxima.



segunda-feira, 11 de junho de 2018

Aconteceu na Liga Arena - 04/06/2018 à 09/06/2018

Resumo da semana! Aqui neste periódico semanal você conhecerá os campeões da semana na loja mais animada do Vale do Paraíba, sempre com muita diversão e baboseira que só esse jogo que tanto amamos pode proporcionar.









CAMPEÕES DA SEMANA




YU GI OH (06/06/2018)
Campeão: Cleber Souza




MAGIC: LIGA BRAWL (07/06/2018)
Campeão: Pedro Darlan




MAGIC: CLM STANDARD (09/06/2018)
Campeão: Francisco Ferreira

Deck: Abzan Constrictor

Deck List:

Main Deck:



Sideboard:






MAGIC: CLM DRAFT (09/06/2018)
Campeão: Ricardo Naldi





Garantindo vaga na grande final do CLM DRAFT:
- Ricardo Naldi
- Julio De Biasi



RANKING ATÉ O MOMENTO:


Lembrando que os 4 primeiros colocados desse semestre
farão parte la equipe Liga Arena 2019.





FOTOS QUE NÃO MUDAM NADA NA NOSSAS VIDAS


















DO FUNDO DO BAÚ



FIM!!