terça-feira, 24 de outubro de 2017

Trincheiras do Commander - Meta - Partner Control



BOMMM DIIIAAAA VIIIEETINÃÃÃ!!! Estou de  volta com a coluna Trincheiras do  Commander, e continuando com a matéria sobre o meta Game do Commander 1 vs 1 da Wizards, hoje vou começar a análise os principais decks conforme apontados na matéria anterior Trincheiras do Commander - 1vs1 Wizards (MOL) e para começar escolhi o deck que tem o maior número de aparições e esse deck é o Partner Control, e entre tantas listas escolhi uma que representa bem as listas tendo vencido recentemente um  torneio com um bom número de jogadores.




SIDEBOARD



39 LANDS

1 Island
1 Mountain
1 Plains
1 Swamp

19 CREATURES


32 INSTANTS and SORC.

1 Daze
1 Oust
8 OTHER SPELLS


Bom agora que temos a lista, vamos ver o que há nela...
Nos terrenos não há nenhuma land especial, apesar de ser uma base muito boa e objetiva, não há nenhum terreno utilitário, pois todos os terrenos aqui geram mana, ou são fatchs land.

O deck é um Hard Control com muitas mágicas de baixo custo de anulação, como Force of WillLogic KnotMana LeakMana TitheMemory LapseMental MisstepMiscalculationRemandDazeCounterspell, entre outros... 

Com essas anulações o deck impede o seu oponente de criar ameaças, além disso usa criaturas como Brain Maggot, Tidehollow Sculler, Mesmeric Fiend, que ao mesmo tempo em que tiram recursos do oponente também oferecem informação sobre a mão do jogador e as suas principais ameaças, e claro que não é apenas com criaturas que o deck faz isso pois em sua lista ainda há Inquisition of KozilekDuressThoughtseize.

Outro conjunto de criaturas utilitárias que o deck usa é Cursecatcher, Judge's Familiar, MausoleumWanderer, Spiketail Hatchling, que são utilizadas para atacar equipadas com Sword of Feast andFamine, ou tripular Smuggler's Copter, mas o principal dessas criaturas é a sua versatilidade, pois em todas elas se tem em comum a habilidade de sacrificá-las, e elas anulam magicas, a não ser que seu oponente pague alguma quantidade de mana, além disso quando equipadas com espada, você retira recursos da mão do oponente além de desvirar os seus terrenos, o que vai permitir ao controlador do deck, ficar com manas abertas para controlar, já o Cóptero faz muito sentido nesta lista pois ele ajuda a fazer card select.

E não é apenas com essas cartas que o deck faz o controle, pois ainda há na lista Meddling Mage, que pode nomear o seu comandante ou alguma ameaça que identificou na mão do oponente, Topplegeist, pode fazer com que o campo fique aberto para ele atacar já que vira uma criatura quando entra no campo de batalha e se atingir delírio vira uma criatura na manutenção do oponente.

Como um bom controle, não é apenas assim que o deck controla já que ainda tem remoções para criaturas e artefato ou outras permanentes.

E por último e não menos importante, ainda mais em um hard control o deck tem muitos draws, seja com um de seus comandantes, ou com Baleful Strix, Dark Confidant, Glint-SleeveSiphoner, Looter il-Kor, Dack Fayden, Jace, the Mind Sculptor, que além de controlar auxiliar no draw, ainda é uma condição de vitória.

Mas é claro que o deck também tem alguma fraqueza, pois decks aggros rápidos e que utilizem Cavern of Souls, Serpopardo Espreitador, Dosan, a Folha que Cai, Arauto de Gaia, podem causar problemas caso não sejam removidos com um de seus muitos descartes.

Bom Galera, por hoje é só e me despeço com um grande abraço, espero que tenham gostado e semana que vem volto com mais um deck do meta de um arquétipo diferente.
Ahh!!! E não se esqueçam...

Nenhum comentário:

Postar um comentário