quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Temos que treinar! - O que esperar da rotação para a temporada 2017/2018?

Fala, companheiros treinadores!

Jão escrevendo a vocês! Hoje trago uma nova discussão pra mesa: o que muda e o que não muda após a rotação?

Para quem estava morando num iglu nos confins do Alasca nos últimos meses, o formato standard a partir de 1º de setembro contemplará as edições a partir de Breakthrough (ou Turbo Revolução, em PT-BR). Isso significa que perdemos muitas cartas valiosíssimas, mas, de modo geral, deixará o ritmo de jogo muito mais saudável, sem aquela eternidade que era os dois turnos iniciais de cada jogador.
Duas cartas que eram responsáveis por isso seriam: Shaymin-EX e VS Seeker. Com essas duas cartas presentes em todo deck os jogadores não se preocupavam tanto em poupar os seus apoiadores, visto que o VS Seeker poderia representar qualquer apoiador presente na pilha de descartes.

Outra carta que também causará um impacto razoável no jogo é Lysandre. Sim, teremos uma substituta bem parecida em Guzma, mas em Lysandre não era necessário também trocar o pokémon ativo de quem a usa. Dependendo do deck, isso pode ser benéfico (como Volcanion-EX e Golisopod-GX bem neste link aqui), mas, de modo geral, será bem mais complicado de se lidar do que imaginamos, dependendo de Substituição e Float Stone para recuar caso não tenhamos energias suficientes.

Além disso tudo, o formato irá desacelerar de forma bem visível, mais do que já estamos acostumados. Isso me lembra, inclusive, o formato de 2013, quando comecei a jogar competitivo. Havia tanto decks com "big basics" (Darkrai-EX e Mewtwo-EX, por exemplo) como decks focados em pokémons stage 1 e 2 (Eelektrik, Blastoise, Empoleon, pra lembrar de alguns).

Para mim, é o melhor momento para alguém que está afim de começar a jogar. Temos um formato bem diverso, com decks para todos os gostos. O único porém é uma certa dependência na Tapu Lele-GX, o que pode encarecer um pouco os decks. No entanto, 2 cópias em cada deck já garante uma consistência absurda, principalmente para decks focados em pokémons stage 2.

Foi uma análise bem curta, mas que acredito ter ajudado a todos entenderem um pouquinho sobre o que esperarmos para os torneios oficiais após o mundial.
Para as próximas semanas, aguardem as primeiras análises de cartas e decks já para a temporada seguinte.

Um beijo no kokoro de todos <3


Melhor preço do Brasil!!



 

Nenhum comentário:

Postar um comentário