quinta-feira, 20 de abril de 2017

Mecânicas de Amonkhet

Olá, Júlio De Biasi aqui mais uma vez com mais um artigo para a querida Liga Arena! :D

Como é semana de pré-lançamento, nada mais justo do que falar sobre as mecânicas da nova edição, AMONKHET, e colocar o meu ponto de vista sobre a jogabilidade delas no Construído e no Limitado.

Podemos dizer que Amonkhet tem 5 habilidades, e elas são: Embalsamar, Reciclar, Exaurir, Consequências e Marcadores -1/-1! Isso mesmo, marcadores -1/-1 sempre são algo que aparecem em edições mas em Amonkhet o flavor é muito mais forte, principalmente no Limitado. E eu vou falar mais sobre isso.

Vamos do começo e falar das habilidades novas, afinal, a gente quer é ver Mumias e Zumbis, Minotauros e card advantage!

Embalsamar

O texto de Embalsamar é bem complicado para quem o lê de primeira vez, “Custo, exile esse card de seu cemitério: Crie uma ficha que seja cópia dele, com a exceção de ser uma Zumbi (em adição a seus outros tipos) branco sem custo de mana. Embalsame somente como um feitiço”. 

WOW! Quanta coisa! 

Para quem não sabe, Flashback é uma das minhas mecânicas favoritas, você tem cards fazendo 2 para 1 na maioria das vezes, o que eleva um pouco o custo deles, mas ainda assim, você acaba fazendo o card valer mais e isso também muda como você avalia o mesmo, e Embalsamar é praticamente um Flashback para criaturas, sendo utilizado apenas como feitiço é claro!


  

Tentei achar a ficha em português mas sem sucesso! =\
Como vocês podem ver as criaturas são praticamente idênticas, tirando o custo de mana e o seus tipos. 

No Limitado, avaliar esses cards fica uma tarefa difícil, mas ainda mais difícil para seu oponente, que vai ter que lidar com uma mesma criatura DUAS vezes, e isso eleva bastante o potencial de cartas simples como Gato Sagrado, que provavelmente não veria jogo caso não tivesse essa habilidade.
No Construído é um pouco diferente, como a seleção de remoções e suas quantidades são mais especificas torna-se um pouco mais fácil lidar com criaturas, mas ainda assim, acredito que esses cards terão um impacto relevante, não todos, mas “Anjo das Sanções” com certeza vai aparecer por ai! 

Reciclar

Reciclar é uma habilidade sensacional que traz muita dinâmica para o jogo, e foi introduzida a anos atrás, lá em Saga de Urza, em Outubro de 1998, a quase 10 anos atrás.

E seu texto é bem simples, “Custo, descarte esse card: Compre um card”, ou seja, aquela criatura que você pretendia conjurar no começo do jogo, e depois perde total seu valor e não adianta mais coloca-la em campos, pronto!, você paga o custo de reciclar, descartou e compra um novo card, aquela mágica totalmente situacional, pronto, pagou o custo, descartou, novo card!

Essa habilidade foi utilizada algumas vezes ao longo do jogo, em Investida teve sua presença tão forte que existiam decks ao redor da habilidade, e cartas consideradas ruins, foram consideradas excelentes por conta dessa mecânica.

   


  

Esse ciclo representa exatamente o que falei acima, é ok você coloca-los em campos no começo do jogo, eles arrumam sua base de mana, e no final você pode troca-los por um card do topo, que provavelmente seria melhor caso você esteja no famoso “flood”.

No Limitado é necessário avaliar MUITO BEM os cards com Reciclar, você pode ter aquela bomba como Clamar Posse, mas se você vai ficar de 2 a 3 turnos sem poder conjura-lo, seja por falta de mana ou por falta de alvos, muito melhor ter um card do topo, para achar uma nova criatura ou algo mais relevante no momento. Nem todos os cards com Reciclar 2 ou mais são excelentes em qualquer deck, mas basicamente qualquer card com custo de uma mana colorida são excelentes no seu deck se estiver na cor.

No Construído a história é um pouco diferente, os terrenos são bons, ainda mais pelo fato de serem duais, contando para os dois tipos de terreno, e não me assustaria de surgisse um deck voltado para abusar dessa habilidade com Refúgio dos Dragonetes e/ou Fé dos Devotos.

Exaurir

Vamos primeiro ao texto dessa habilidade.

“Você pode exaurir essa criatura conforme ela ataca. Quando fizer isso, tal coisa acontece (descrito no card). (Uma criatura exaurida não será desvirada durante sua próxima etapa de desvirar”

Ok. Tem um exemplo? Claro!!!



Esse dragão é capaz de acabar jogos mais rápido do que você pode falar Kavu de língua Flamejante!!!

A primeira coisa a falar é, você não é obrigado a usar a habilidade, você pode atacar com a sua criatura, e causar alguns pontos de dano, sem o auxilio da habilidade, e quando você realmente precisar, você pode usar a habilidade e causar ainda mais problemas para seu oponente.

A segunda coisa é que Exaurir não faz com que a criatura vire, ou seja, se por algum motivo ela ganhe Vigilância, você vai sim poder exaurir “todo turno” ao atacar.
A terceira coisa e talvez bem importante no Limitado é que você tem várias maneiras de desvirar uma criatura em Amonkhet, e isso com certeza pode pegar seu oponente despreparado.

No Limitado, como falei, Exaurir é uma mecânica muito forte com combat tricks que podem trazer a vida de seu oponente a 0 muito rápido, ou apenas desvirando criaturas que ele acreditava que não irião bloquear.

No Construído vejo um novo deck com chances de ótimos resultados. RW Aggro, utilizando dessa mecânica de forma absurda junto com “Sempre Vigilante” fazendo Exaurir basicamente um bônus secundário sem custo nenhum.

Consequências

Consequências não é tanto uma mecânica como as outras, ela esta presente, por enquanto, apenas nos novos cards duplos, ou Split Cards, e geram um tipo de “novo card” quando eles estão no cemitério.



O texto segue assim:

“Conjure esta mágica somente de seu cemitério. Depois, exile-a”.

O que isso significa na prática?
Significa que ao ter esse card no seu cemitério ele não está simplesmente lá, acabado, você pode utiliza-lo assim como uma mágica que estivesse na sua mão. 
Qual a diferença entre isso e Flashback?
É bastante, flashback faz com que você jogue a MESMA MÁGICA por um custo alternativo, enquanto Consequências traz uma NOVA mágica.

O design desse card foi feito para que você possa coloca-lo no cemitério de forma a sempre lembrar que ela está lá, mais ou menos como na imagem a seguir.



No Limitado eu acredito que apenas algumas cartas sejam realmente utilizáveis, principalmente as que são combat tricks, fora isso vai ser necessário colocar alguns jogos em prática para realmente avaliar o quão importante elas são.

No Construído as interações são um pouco diferentes, existem cards que tem como função colocar outros cards no seu cemitério para gerar card advantage então isso pode ser utilizado de forma diferente, e a parte “Consequências” de um card pode chegar a ser utilizado antes da sua forma primária. Imagino decks como BG Delirium utilizando dessa mecânica, ou até mesmo um Bant Delirium, lembrando que alguns Split Cards possuem dois tipos de card, Feitiço e Mágica Instantânea, e no evento de você utilizar um Mecanotitã Torrencial, você vai poder sim escolher qual “lado” do card jogar, afinal de contas, ele vai ser jogado do cemitério e é um Feitiço Mágica Instantânea. 

E finalmente, 

Marcadores -1/-1

Pode não marecer tanto como uma mecânica mas com certeza é em Amonkhet. A variedade de cards que tem esse texto “coloque um marcador -1/-1” é bem alta, chegando até mesmo a 3 marcadores, mas isso já foi visto antes, e então, qual é a diferença no plano do Nicol Bolas, o Deus Faraó???

A diferença é que aqui muitas criaturas fazem com que você coloque esses marcadores em criaturas que você mesmo controle, para que então elas criem vantagens, sejam mais fortes ou até mesmo, gerem mana para desenvolver ainda mais seu campo de batalha.

   



No Limitado isso gera uma série de interações entre as suas criaturas, qual criatura vale a pena manter? Qual não vai fazer falta caso eu coloque os marcadores e essa criatura morra? Tenho tempo de colocar marcadores e depois remove-los gerando vantagem? E na grande maioria das vezes isso vai determinar a vitória ou a derrota.

No Construído, se tem acesso a múltiplas cópias do mesmo card, e você pode desenvolver a sua estratégia baseado em marcadores, sejam eles nas suas criaturas, como nas do oponentes, acredito que o card Arquidemonio de Ifnir tem muita chance de aparecer e até mesmo em ter um deck baseado nessa interação com marcadores. Lembrando que se o seu oponente tiver uma Constritora Sinuosa em campo ele vai estar em más lençóis quando um marcador -1/-1 virarem dois !!!!

Isso encerra o artigo sobre as mecânicas de Amonkhet, e dúvidas são muito bem vindas no e-mail da loja, e eu vou ter o prazer em responde-las, sendo Juiz lvl1 que sou! :D

Não se esqueçam que as cartas novas podem ser adquiridas no site www.ligaarena.com.br com o código de desconto de 5%: artigodojulio

E também esse final de semana, temos o torneio de lançamento no sábado as 14 horas!!! Não perca!!!!





Um comentário:

  1. Muito bom o Texto Julio, parabens cara !!!
    Tenta escrever mais vezes...
    :)
    Obs: estou feliz com essa nova edição, Reciclar sempre foi miminha habilidade favorita..

    ResponderExcluir