sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Precisamos falar sobre o Chile - Rakdos Aggro

Hélio Barbosa
Owen Turtenwald ganhou outro GP, o GP Breakin Bad, digo, o GP Albuquerque. Foi a segunda vitória em GP consecutiva, dessa vez Standard, jogando de monoblack control. Confesso que tava numas de exaltar essa parada de jogar de Capturar Pensamento. Era só benefícios no começo, tipo o “Emplastro Brás Cubas” do tê-dois: fazia, acontecia, matava, morria e cantava Pixinguinha...

Demônio da Profanação para fazer o cara sacrificar criaturas; Érebo (que ganha devoção facilmente) se precisar parar o ganho de vida; Capturar Pensamento; Espectro do Véu da Noite; Contatos no Submundo, que monta sua mesa e é uma das melhores cartas do deck; Mercador Cinzento de Asfódelos (colocara um acento na carta – pra não ficar Asfodelos – ririri ) e Chicote do Érebo para para ganhar vida e um punhado de remoções que se a gente fosse listar, perderia o dia... Decks pretos.

Falando em Monoblack Devotion, parabéns pra Amanda Siqueira que fez day 2 no GP Santiago jogando com o citado deck. Parabéns também pro Júlio de Biasi e Ricardo Naldi que também jogaram no GP.
A estrela do deck é Bando de Ratos (e Mutavaults que também são ratos). É sempre bom lembrar que as fichas do Bando de Ratos são cópia exatas do Bando de Ratos. Isso quer dizer que, ao contrário de outras fichas, essa tem custo e conta pra efeitos de devoção.

Vamos avançar no tempo... Estamos no futuro. Ano de 2015. Marty McFly está andando com um skate sem rodas rosa-chiclete e os carros voam... (Ok, não era para avançar tanto no tempo, era só para ir encerrando a introdução.) Novembro de 2013, GP Albuquerque – 4 decks usando Bando de Ratos no Top 8, totalizando 6 no top 16.

Precisamos falar do Chile, de um deck que ganhou por lá e se dá bem contra os outros decks do formato, o Rakdos Aggro.

domingo, 17 de novembro de 2013

Mas o que diabos é esse tal de RPG?


O que é RPG?

Luís "Lelo"
RPG é, basicamente, um jogo de interpretação de papéis. Cada jogador cria uma ficha de personagem onde todas as capacidades e algumas características de seu 'papel' no jogo são descritas ajudando a determinar como cada jogador, ou melhor a personagem de cada jogador, interagirá com o cenário. Este cenário é criado por um jogador especial que é chamado mestre, que será também seu controlador, passando aos jogadores o resultado de suas ações e propondo os problemas que serão enfrentados por eles durante uma aventura (o que geralmente dura uma sessão de jogo, mas pode ir além disso, sendo as sessões interligadas chamadas de 'campanhas').


terça-feira, 12 de novembro de 2013

Sobreviva dezembro

Senhores jogadores, o ano está acabando e com ele vamos chegando a mais uma Final da Liga Arena, como nos outros cinco semestres batemos novamente o record de jogadores, passando mais de cento e cinquenta jogadores pelo nosso ranking.

Chegou dezembro:


quarta-feira, 6 de novembro de 2013

5 dicas para negociar on-line...

Rafael Mattos
Olá... Depois de um período de hibernação pré e pós-rotação standard, estou aqui mais uma vez para falar de um assunto que tem me incomodado demais nos últimos tempos. Um assunto que sempre que abordado, seja na Ligamagic ou em algum grupo de MTG no Facebook, já me fez por diversas vezes ficar a um passo de clicar no botão “send”, após vociferar por algumas linhas, e me conter no último minuto com o receio de ser banido do recinto. O assunto ao qual me refiro? As negociações de Magic via Internet...

Parei para refletir sobre o tema. Veio-me logo a mente aqueles causos cabeludos onde cartas valiosíssimas eram trocadas acidentalmente por um Frasco de Veneno (e ironicamente sequer era o frasco com conteúdo mortal, para dar fim ao sofrimento da parte lesada). Podia tecer um artigo somente sobre tais causos, porém creio que o Magic é um jogo que demanda um certo raciocínio por parte de seus praticantes e, como tal, requer que detenham um certo QI para não caírem em artimanhas como essa. Mas sabemos que (infelizmente) QI não é sinônimo de QE , e que algumas pessoas acabam por se esquecer de um dos grandes ensinamentos dessa vida:


Após essa pérola de sabedoria, tentarei colocar cinco pontos que julgo serem fundamentais para o estabelecimento de uma boa negociação. São eles: