terça-feira, 14 de maio de 2013

As melhores do Labirinto


As melhores do Labirinto....
De Biasi


Como prometido, essa é a parte dois do artigo sobre "O Labirinto do Dragão" e eu fiquei de falar de alguns ciclos, cards que mereciam destaques e outras pequenas coisas....


Mas mudei de ideia. Por quê? Pelo simples fato que enaltecer 10 campões não iria me deixar totalmente feliz, e de fato, só alguns campeões merecem destaque, no caso do:

Valroz, o Cicatrizado – que teve uma recepção tão grande no formato Moderno que fez o preço de criaturas como Sombra da Morte subir pelas paredes, ele deve ver algum jogo nesse formato, mas muito pouco no Padrão.

Lavinia do Décimo – deve ver um pouco de jogo num Aggro Control, aonde o Anjo da Restauração continua quebrando todos os limites, dessa vez detendo todas, ou quase todas, as permanentes do seu oponente por mais de uma vez.

Ruric Thar, o Imbatível – que é simplesmente ridículo pelo fato de ser 6/6 por 6 manas e ainda fazer tudo que faz, atacar sem virar, bloquear voadores, e ainda fazer seu oponente pensar duas vezes sobre aquela remoção que vai fazer com que ele leve outros 6 de dano.

Fora isso existe o ciclo de Porteiros, que eu coloria numa ordem assim: Vermelho, Petro, Azul, Branco e Verde. Isso para o formato Limitado, Draft ou Selado, pois um efeito Threaten é sempre benvindo.

E menos importante, existe o ciclo de “Pedra dos Indicios”, uma para cada guilda, e que de fato só deve ver jogo no Draft, e olhe lá, sendo que elas acabam competindo com a Chave Rúnicas, aonde a vantagem que tem são o fato de serem comuns e mais fáceis de “rodar a mesa”.

E então, o que me sobre para falar, é claro, a relevância da edição para o formato Padrão e qual o impacto que ela pode causar.

Na minha opnião o formato não vai mudar muito por enquanto, não vai surgir nenhum deck “novo” por enquanto, as cartas ainda estão saindo do forno, mas algumas cartas foram para alguns decks numa velocidade tão rápida que não dava tempo de falar “Raio”, ou nesse caso “Ral Zarek”, e quais são essas cartas?





Acredito que essa carta vai começar a ver jogo pós Innistrad, e talvez ainda nos próximos torneios, principalmente num Bant Plasm Capture, e deve ser a criatura para fechar o jogo. É interessante lembrar de como Morfolídeo era a criatura única de decks como MUC (Mono Blue Control) e fazia o seu trabalho se forma formidavel. O fato dele pode causar uma quantidade de dano consideravel e ainda assim se proteger de quantas remoções seu oponente possa ter, é claro que enquanto durarem as manas azuis, é o que faz dessa carta superior hoje no formato.




Muito tem se falado dessa carta, e alguns dizem que tem muito potencial, na verdade eu acho que é a carta que tem o preço mais elevado por nada, eu não acho que vá ver jogo, é boa? Sim, não me entenda mau, mas não é algo que vá fazer o Zombies ressurgir, é um ótimo Drop-2 para o Deck, mas não  é para tanto. Para mim, é a “overpriced” da edição.





Essa carta é forte. Simples e forte. O fato de você ter uma criatura deste tamanho no turno do seu oponente é inovador, o deck que surgiu durante o final de semana foi o Bant Flash, com 4 cópias dessa “pequena” mágica. Ela teve uma elavação no preço, e chegou a atingir U$10 em sites gringos, deve se estabilizar com o tempo, mas corram para ter as suas, pois todos vão querer !




Foi se falado muito dessa carta, e de fato, ela é muito interessante, construir um Boros em cima dessa carta é algo interessante, ainda mais pelo fato dela deixar o tão perigoso Vindice Boros 4/4. A “terceira” habilidade é com certeza intrigante, ela pode salvar seu exército de criaturas de uma remoção em massa, mas não impede que o seu oponente consiga matar suas criaturas na segunda fase principal do turno dele, afinal de contas, suas criaturas vão sim voltar para o jogo durante o combate do mesmo turno. (A não ser é claro que seu oponente faça a remoção apenas na segunda fase principal, o que eu dúvido).


  


Eu achei essa carta fantástica, não apenas por sua habilidade, mas como um todo, o desenvolvimento dela, até chegar no que que é, deve ter sido super trabalhoso. O fato dela ser uma resposta para uma gigantesca Revelação da Esfinge é sensacional, o fato de ser 3/1 também, afinal de contas 3 é a resistência do momento, e as vezes um Esper não consegue bloquear e trocar, então é algo bem, mas muito bem vindo. Deve começar a ver jogo ainda mais num UB Control, que parece finalmente começar a voltar, ou ainda mais num Esper pós rotação.



Eu não sei de vocês, mas eu fiquei muito animado com essa carta, ela possibilita coisas impensáveis antes, é, que tal aquela Onisciência entrando no campo de batalha??? Outras possibilidades mais simples temos Nicol Bolas, Planeswalker, ou qualquer carta que você queira pensar! Existem uma infinidade de coisas a se fazer com o Auxilio do Obzedat, então se preparem por que logo menos isso vai acontecer numa mesa perto de você!



Mana Drain? Por que não? Essa carta faz com que o Bant crie possibilidades infinitas de jogadas, anular um Senhor da Insanidade, e voltar com Eterídeo de graça? Anular Olivia Voldaren e pagar apenas 1 mana a mais para fazer Thragueopresa? Tudo isso parece muito bom, e é com certeza um Counterspell que vai ver jogo no formato Padrão.



Era com certeza a removal que faltava para o Jund no ambiente, muito melhor que Homicídio por não custar duas manas pretas, ainda tem o fato, que pode ser relevante, de não deixar a criatura regenerar.  Ainda não foi incluído nas listas de Junk Reanimator mas não deve demorara a acontecer e então ter uma maneira a mais de lidar com criaturas do que só com o Anjo da Serenidade.



O único Planeswalker da edição, e por um motivo muito simples, ele é simplesmente MUITO BOM, eu tiver a oportunidade de jogar com ele durante o Pré-Lançamento de “Labirinto do Dragão”, e ele me ganhou jogos que pareciam perdidos. Alguns UWR já o colocaram para trabalhar no primeiro final de semana de torneios, e vê-lo em ação é fantástico, as suas duas primeiras habilidades são perfeitas, a primeira que ao ser usada quando entra em jogo te deixa com uma mana aberta para uma remoção de alguma ameaça, ao ser usada depois, tira um bloqueador do caminho ao mesmo tempo que serve de mana ramp, pular de 4 para 6 manas, é muito bom para qualquer deck. A segunda habilidade é a volta de “Raio” para o ambiente, e todos já viram quão forte isso é, imagina poder fazer isso dois turnos seguidos. Seu Ultimate tem cara de ultimate, tudo bem, nenhum nunca vai ser “exile o grimório do jogador alvo”, mas ainda assim, a chance de você ganhar alguns turnos é absurda, acreditem, eu ganhei 3 e foi o suficiente para meu oponente conceder o jogo !!! Hehehe

Muito se comparou com Vingador Ajani, pelo seu custo parecido e habilidades semelhantes, e de fato são parecidas, a questão que define para mim Ral como sendo melhor é o fato de ter um simbolo AZUL ao invés de branco, o que possibilidade uma proteção muito melhor para o novo queridinho da Wizards!



 Parece que a Wizards percebeu que Caverna das Almas não deveria ter as linhas de texto que tem, e parece que finalmente vamos ter um pouco do retorno do UW Control que alguns magos esperam por ai, eu sendo um deles. Lembrem-se de uma coisa, mesmo que seu oponente faça uma criatura com o auxilio da Caverna, você ainda pode usar Silenciar para que ele não conjure mais mágicas nesse turno, como exemplo eu colocaria algo assim, seu oponente faz Bloodbraid E.... ops... Emissário da Árvore Flamejante com Caverna das Almas e então você usa Silenciar, sabe para que vai servir aquelas duas manas? Para nada!



O Jund não poderia estar mais feliz, nessa edição ganhou Putrificar para unir forças com Degeneração Abrupta, e ai então ganha um monstro desse tamanho. 4 cópias desse Demonio não devem entrar em nenhum Deck, mas com certeza você terá aparições deles no Main Deck e uma copia extra no Sideboard. Só uma coisa, Junk Reanimator ainda é uma ameaça, então eu recomendo a saída dele nesse match, afinal de contas, você não quer ajudar seu oponente fazendo com que ele descarte todas as peças do combo.



E então, a última carta de que vou falar, e a carta mais cara da edição até o momento. Sim, ela é boa mesmo.  É claro que não é a ultima arma contra Vereditos Supremos, mas com certeza ela deixa presença na mesa, e impede cartas como Pensar duas Vezes e Purgar Pensamento de serem usadas na velocidade que deveriam ser usadas. Com certeza vai ver jogo, e com certeza veremos 4 cópias dela em muitos decks por ai. Parece que o formato sempre vai ter uma criatura mítica 2/2 agora.


Bom, isso foi tudo o que eu tinha para falar das cartas de Dragon's Maze, ou Labirinto do Dragão como preferirem, e então agora é necessário se falar do que vai acontecer em alguns ambientes ... então ... siga para o próximo artigo ! .)


Não esqueça de uma coisa, essas cartas serão super importantes para jogar um torneio que dará a oportunidade de você jogar em terras estrangeiras, pois é, a Liga Arena vai trazer no começo de Junho um torneio dando uma viagem para o Grand Prix Santiago, então fiquem atentos e se preparem !!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário