quarta-feira, 4 de maio de 2011

Report Legacy – LQ Paulínia (Top 8)


Olá!
Conforme prometido, irei falar de Legacy esta semana, mais especificamente sobre o LQ Paulínia, que dá vagas para o Nacional Legacy. Eu já iria falar sobre este assunto independentemente do meu resultado, mas (in)felizmente fiz Top 8. Felizmente porque Top 8 em um campeonato de 104 pessoas é um ótimo resultado, ainda mais dada a minha situação (que será explicada a seguir). Infelizmente porque tive duas chances de ganhar a vaga (uma na última rodada do suíço e outra no Top 8) e perdi ambas.
Escolha do deck
No LQ da UPOnline, fiz Top 4 com o NO Show. Abri 4-0 e terminei o suíço em 5-2, passando em 8º lugar. Fui beneficiado pelas regras do classificatório e passei direto para o Top 4, perdendo a vaga no jogo decisivo. Decidi, após algum tempo, não jogar mais com ele, por ser muito vulnerável. É um combo que dá um turno a mais para o oponente responder, e se colocar Progenitus na mesa ao invés do Emrakul, nem sempre é certeza de vitória.



Estava decidido a testar vários decks e treinar bastante. Em abril entretanto, viajei a trabalho por 15 dias, e depois da viagem tive muitos contratempos que me impossibilitaram de treinar e testar os decks. Para tentar compensar, li muitos e muitos artigos, acompanhei os resultados dos LQs e os Legacy quase semanais da StarCityGames. Até que, na semana do campeonato, decidi jogar de Bant, por achar que o deck tinha matches justos contra decks aggro e control, e matches difíceis porém ganháveis contra combos. A dúvida era: jogar de Stoneforge + Equips, ou jogar de Natural Order + Progenitus? Escolhi jogar de NO, pois achei que principalmente devido à minha falta de treino e ao despreparo de alguns jogadores, me proporcionaria algumas vitórias mais fáceis* (mais sobre isto no final do artigo).
Enfim, segue a lista (a parte que todos mais gostam):
Pro-Bant
4 Misty Rainforest
4 Windswept Heath
3 Tropical Island
2 Tundra
1 Savannah
1 Horizon Canopy
1 Dryad Arbor
2 Wasteland
1 Karakas
1 Forest
1 Island

4 Noble Hierarch
2 Tarmogoyf
2 Qasali Pridemage
2 Knight of the Reliquary
3 Vendilion Clique
1 Trygon Predator
1 Rhox War Monk
1 Progenitus

4 Force of Will
2 Spell Pierce
4 Brainstorm
1 Ponder
4 Swords to Plowshares
3 Green Sun’s Zenith
1 Jace, the Mindsculptor
4 Natural Order

Sideboard:

3 Pithing Needle
3 Kataki’s War Wage
3 Submerge
2 Divert
2 Dueling Grounds
1 Gaddock Teeg
1 Spell Pierce

Como eu cheguei nesta lista: todos os dias desta última semana, enquanto ia para o trabalho de ônibus e metrô (um dos contratempos mencionados acima era a impossibilidade de dirigir), pensei em como eu queria o deck e contra o quê cada carta seria forte. Olhei 4 listas diferentes, e juntando as informações, cheguei nesta. O sideboard me parece bem convencional, com a minha dúvida ficando entre os Katakis e hate contra Dredge. Optei pelo hate contra o Affinity, que achei que estaria em maior número .

Preparação do Torneio

Após definir o deck sem nenhum argumento prático, chegou a hora de treinar com o deck, certo? Infelizmente as coisas nem sempre são como queremos. Me enrolei a semana inteira com o trabalho, cheguei em casa tarde da noite todos os dias e não tinha como treinar. No sábado antes do torneio, saí com a namorada e tive um aniversário e uma despedida que não podia faltar de jeito nenhum.




Apenas para fechar o checklist de preparação do torneio:

(X) Montar o deck e não jogar com ele uma única partida
(X) Dormir apenas 3h na noite do torneio
(X) Beber muita cerveja naquela noite
(X) Jantar somente aperitivos

Enfim, fiz tudo o que não poderia ser feito. Ou seja: exatamente como a grande maioria dos jogadores normalmente faz** (mais sobre isto também no fim do artigo).

O torneio

Minha memória é péssima, e perdi os papéis onde anotei as partidas e a vida, então infelizmente não vou lembrar de nomes (peço desculpas aos meus oponentes) e nem de grandes detalhes da partida, então descreverei apenas os pontos importantes de cada partida.

Rodada 1: Elfball (2x1)
Game 1 ele não comprou ameaças e game 2 eu entreguei ao não deixar mana aberta para anular um Regal Force. Dueling Grounds brilhou no último game, onde eu atacava 4 com a Vendilion Clique ‘Exaltada’, e o oponente atacava 3. Clique + Karakas garantiu que ele não comprasse mais nada o resto do game.

Rodada 2: Dragonstompy (0x2)
Não esperava este deck. Primeiro game, ele desceu Blood Moon e Magus of the Moon no primeiro turno. Não tinha resposta pra nenhum deles e não comprei a minha floresta básica para descer a Noble e tentar algo. No segundo game, eu mantive uma mão duvidosa, ele resolveu um Chalice of the Void para 1, e não fiz mais nada no jogo, enquanto ele descia Gathan Raiders e Arc-Sloggers para me espancar. Fiquei bastante desanimado depois deste jogo, principalmente por perder logo na segunda rodada.

Rodada 3: Affinity (2x0)
Quando vi que era affinity, pensava que o primeiro game já era dele. Mas aparentemente ele manteve uma mão duvidosa, e eu coloquei mais pressão que ele, anulando Etched Champions e removendo o Disciple of the Vault quando ele tinha Arcbound Ravager em jogo. Segundo game, dei mulligan a 5, mas saí com 2 Kataki na mão, 2 terrenos (1 Karakas) e 1 Brainstorm na mão. O primeiro Kataki resolvido ganhou sozinho.

Rodada 4: Reanimate (2x1)
No game 1, anulei mágicas de reanimar (havia uma Iona no cemitério) e resolvi um NO. Ele reanimou um Arconte Flamejante depois de levar 11 do Progenitus, e eu comprei uma Swords to Plowshares 2 turnos depois para finalizar. No game 2, deixei ele a 1 de vida, quando ele resolveu um Exhume para Phantom Nishoba, e não consegui atacar mais do que ele ganhava vida. No game 3, coloquei bastante pressão até ele jogar um Reanimate para Akroma, ficando a 2 de vida. Ataquei com 2 criaturas, encerrando o jogo.

Rodada 5: Dark Horizons (aka BWG Junk) (2x1)
Já havia jogado com o Eric de Jacareí no LQ passado, e sabia o deck dele. Game 1 foi guerra de topdecks até ele jogar 1 Dark Confidant, e eu recolher sem necessidade, por pura falta de atenção. Game 2 resolvi um NO e dei muita sorte dele não comprar resposta, mesmo com Sensei’s Diving Top ativo do lado dele. Game 3 eu removi diversas criaturas dele, e na batalha dos topdecks, levei a melhor.

Rodada 6: MUC (2x0)
Ele não desceu a quarta land os dois jogos. Tentei resolver todas as minhas mágicas até que ele perdesse o gás, até que uma resolvesse e esta ganhasse o jogo. No game 1, se não me engano, foi uma Clique (tirando um Cryptic Command) seguido de um Reliquary, e no game 2, foi um NO.

Rodada 7: Merfolks UW (0x2)
Abri mãos apenas medianas, contra mãos boas do oponente. Tive minhas principais mágicas anuladas, não comprei NO, e deixei de remover uma Llawan, Cephalid Empress para remover um Lord of Atlantis. Cogitei Llawan para meu SB, mas eu acreditei não ser necessária contra Merfolks e pouco útil contra Bant. Bem feito para mim.

Passei em oitavo no suíço.

Top 8: GWb (1x2)




Game 1 ganhei atacando de Clique e ao resolver uma segunda Clique depois dele remover a minha primeira. Game 2, com Progenitus em jogo, perdi para 2 Reliquary gigantes após resolver uma Clique e colocar um Kitchen Finks que me atrasaria o jogo para o fundo e ele comprar em seguida um Path to Exile para remover um dos meus blocks. Game 3 eu resolvo uma Clique e vejo dois NO na mão dele, os quais não tenho resposta. Ele resolve um, eu jogo outra Clique com alvo para mim, perdendo as duas e colocando minha última carta da mão, um Progenitus, no fundo. Compro uma land da Clique, e compro um Brainstorm no meu draw. No Brainstorm, achei um NO e pela legend rule os dois Progenitus são embaralhados. O oponente compra uma Wall of Roots e resolve o outro NO. Não compro uma cantrip nem um NO, e ele ganha.

No geral, fiquei feliz pelo resultado dadas as condições de preparo, mas um pouco frustrado por perder as duas chances. Infelizmente não foi desta vez, mas quem sabe da próxima se eu me preparar direito?

Por que eu não ganhei a vaga?

A maioria dos jogos que eu perdi foi por falta de atenção e preparo. Meus oponentes jogaram melhor do que eu. Estava cansado e com sono. Não havia me alimentado direito. Não treinei nada com o meu deck. Tudo isto contribuiu para que eu jogasse mal e falhasse nas escolhas durante o jogo, principalmente nos momentos decisivos. Subestimei o match contra Merfolk também, perdendo um jogo importantíssimo.

Por que eu fui bem, mesmo estando nestas condições?

Eu dei sorte nos pareamentos, tenho que admitir. E estava com um deck bem-posicionado para o ambiente. Mas os meus oponentes me “ajudaram” bastante em momentos cruciais. Grande parte dos jogadores não se preparam e não tem atenção. Ficam cansados e com sono no meio do torneio. Não se alimentam direito (**Percebem uma semelhança aqui?). Podem até treinar com o deck, mas não necessariamente contra o metagame. Alguns sequer parecem conhecer o ambiente. Um exemplo disto: me surpreendi por muitos não conhecerem/saberem a habilidade da Vendilion Clique, carta que eu considero importante no ambiente atual.

O que eu achei do deck? Eu recomendaria a alguém?




Gostei bastante do deck e com certeza eu o recomendo, apesar de ter jogado apenas 8 matches com ele. Ele está bem posicionado no metagame. Vendilion Clique + Karakas é um combo extremamente eficaz e com certeza rendeu as melhores jogadas do torneio. Green Sun’s Zenith é bem versátil e permite tanto acelerar o seu jogo quanto buscar por uma ameaça no late game. Trygon Predator e Jace não impressionaram. Spell Pierce foi brilhante em alguns jogos, e medíocre em outros. Rhox War Monk me ajudou quando necessário. Senti falta de mais cantrips (Ponder), que podem entrar no lugar do Trygon Predator e do Jace. E percebi que em alguns momentos, faltou criaturas drop 2, seja para deixar uma land em pé para usar o Spell Pierce, seja por não ter Zenith ou Noble na mão inicial. Stoneforge Mystic talvez seja a opção para solucionar esta fraqueza.

Quanto ao pacote NO + Progenitus*: Ele funcionou bem, mas o momento mais importante foi quando eu joguei NO para tirar o Progenitus do oponente. Não o considero indispensável no deck, mesmo porque ele não é um auto-win quando cai na mesa. Muito provavelmente irei substituir o pacote NO pelo pacote Stoneforge em meus futuros testes. Também irei colocar Llawan no side, contra Merfolks, e provavelmente sairá Divert, que é muito específico e usei apenas em 1 match que já é normalmente favorável.

Conclusões Finais

Não sou grande fã de reports (por isto relutei um pouco em escrever um), mas confesso que aprendi muito lendo os reports dos outros jogadores de Bant. Talvez deva rever os meus conceitos e passar a ler mais reports com maior atenção. Espero que vocês tirem alguma informação útil deste. A dica mais importante: nunca monte o deck uma semana antes e vá para o campeonato sem sequer testar! Faça o que eu digo mas não faça o que eu faço! XD

Me diverti bastante neste domingo, principalmente com os amigos Silas, Pepe (necromosh), Izídio e Fuzari, e gostaria de parabenizar a organização, pois realizar um LQ deste tamanho em um lugar bacana é muito difícil.

Até mais,
andre_barrozo



Nenhum comentário:

Postar um comentário